Central de Atendimento: (19) 3294.0077 - de segunda a sexta das 9 às 18h e sábados das 9 às 12h.

| Valor do Câmbio (11/12/2017): Dólar R$ 3,46 Euro R$ 4,08 | EnglishFrenchGermanItalianPortugueseSpanish

Pêssach, a Páscoa judaica

Shalom Claudemir ,

Sou Maya Levin e estou escrevendo diretamente de Israel.

Em algumas semanas comemoraremos Pêssach, a Páscoa judaica. Pêssach é a celebração da saída dos israelitas do Egito, como narrado no livro de Shemot (Êxodo) na Bíblia.

Nós não reconhecemos automaticamente o significado da palavra “Páscoa”. A explicação mais comum para o nome do feriado em hebraico, Pêssach, é que esta palavra quer dizer “passar por cima”, uma referência a quando D-us “passou por cima” (u-passách) dos lares israelitas antes do Êxodo do Egito (Êxodo 12,23).

Mas você sabia que há outra explicação?!

Esse radical também pode ser traduzido como ficar, no sentido de “proteger” o que faz muito mais sentido neste versículo: D-us protege os israelitas não permitindo que o destruidor entre em suas casas.

Este verbo aparece com este mesmo significado em 1 Reis 18,21 quando o profeta pergunta até quando ficarão com duas opiniões (pos’chim) e também em Isaías 31,5  onde D-us promete guardar  Jerusalém, ficando nela (passôach).

Quando lemos a Bíblia no original em hebraico, descobrimos que duas palavras em textos diferentes possuem o mesmo radical e podemos entender o verdadeiro significado e a relação, antes inimaginável e perdida pelas traduções, que existe entre elas.