fbpx

Catedral Viagens

Central de atendimento:

(19) 3294-0077

- de seg. à sex. das 9h às 18h e sáb. das 9h às 12h

valor do câmbio (15/08/2018) - Dólar R$4,10 | Euro €4,64

Dicas para viajar com proveito e segurança

Dicas › 25/08/2016

01 – Antes de viajar, confira se você está com toda a documentação, em especial o seu passaporte, em dia. O ideal é que seu passaporte tenha validade mínima de seis meses, para garantir seu regresso em caso de problemas na viagem. É importante também já ter o visto para o país que você quer visitar ou verificar se o país tem tratado de livre circulação com o Brasil. Neste caso, apenas seu documento de identidade já serve. Lembre-se, também, que o visto é uma expectativa de direito e não uma garantia: o país pode simplesmente não deixar você entrar sem apresentar justificativas.

02 – Se você vai viajar de avião, leve em conta que o espaço disponível é limitado. A maioria dos passageiros consegue ficar sentada por longos períodos de tempo, mas em algumas pessoas isso pode causar problemas de circulação nas pernas. Em casos mais sérios, isso pode causar trombose venosa profunda. Na dúvida, em vôos longos, levante-se e ande pelo avião de vez em quando.

03 – Fique o tempo todo atento à sua documentação e a seus bilhetes de viagem.

04 – Antes mesmo de viajar, confira o telefone do Consulado ou embaixada brasileira no país (de preferência, na cidade) que você vai visitar. Se o Brasil não possuir uma embaixada ou Consulado no seu destino, verifique com o Itamaraty quais países podem prestar assistência a você em caso de problemas. Em geral, os diplomatas dos países do Mercosul prestam assistência aos brasileiros.

05 – Se você for detido ou preso por qualquer motivo, peça às autoridades locais para comunicar o fato ao Consulado brasileiro. A maioria das polícias dá o direito a um telefonema. Use-o para falar com os diplomatas brasileiros.

06 – Se você for ficar por muito tempo em outro país, comunique o Consulado brasileiro local e informe seus dados e como entrar em contato com você. Isto facilita no caso de emergência no país.

07 – Conheça e respeite as leis dos outros países que, em muitos casos, diferem bastante da legislação brasileira. Atenção especial ao consumo e porte de álcool e outras drogas. Em alguns países muçulmanos, por exemplo, o consumo de álcool é proibido por lei.

08 – Cuidado com o que você come. A diarréia e intoxicação alimentar são as doenças mais comuns aos viajantes internacionais. Se você é alérgico a algo, sempre verifique a composição das receitas que vai comer, mesmo que aparentemente sejam comidas simples. Avise o responsável da viagem sobre isso.

09 – Lembre-se que a água é um dos mais importantes transmissores de doenças infecciosas. Só beba água quando tiver certeza de que ela é potável. Na dúvida, compre água engarrafada (que deve ser aberta na sua presença) ou ferva a água se estiver em locais remotos.

10 – Tome cuidados e precauções especiais como proteção contra sol e calor nos países tropicais por causa do risco de insolação e desidratação. Preste atenção especial a pessoas idosas e crianças que exigem especial cuidado. Também é importante verificar a legislação local para saber se a idade não será um problema durante a viagem.

11 – Acompanhe com atenção e interesse as orientações de seu guia e do diretor espiritual de seu grupo. E esclareça com eles as dúvidas que tiver.

12 – Participe com respeito e devoção de cada momento, de cada visita aos lugares sagrados. Faça de cada visita a esses lugares momento de oração, crescimento espiritual.

13 – Procure criar um clima de boa convivência. Interesse-se pelos outros, seja atento, gentil, respeitoso com as diferenças e a diversidade de costumes. Evite tudo o que desune e favoreça a união de todos.

14 – Seja pontual quanto ao programa. Evite atrasos e caso isso aconteça por motivo justo, comunique ao guia imediatamente.

15 – Seja gentil com os prestadores de serviços no transporte, na hospedagem, nas visitas turísticas. Caso haja algum desentendimento, evite confrontos desnecessários e peça ajuda ao seu guia.

16 – Aprenda sobre a cultura do lugar onde você vai visitar: hábitos, costumes, tradições, alimentação. É muito útil aprender expressões sobre a língua e usá-las com conhecimento como saudações, agradecimentos, pedidos de informações.

17 – Tenha sempre presente consigo além dos documentos, um cartão com o endereço do hotel onde está hospedado. Qualquer afastamento do grupo ou necessidade dirija-se ao hotel e aguarde de lá o contato com o guia e seu grupo.

18 – Use sempre o distintivo de seu grupo (camiseta, boné…) o que for combinado. Isso facilitará sempre você se localizar. Evite afastar-se do grupo e se isso for necessário avise ao guia e a outros membros dando infor-mações precisas onde vai, com quem e quanto tempo pretende estar lá. Observe sempre as leis de trânsito, os sinais convencionais e informativos. Fixe pontos de referência para situar-se adequadamente.

19 – Favoreça que sua viagem seja agradável. Evite comparações entre as culturas, críticas, brincadeiras que possam prejudicar a convivência no grupo ou com o povo que você visita. Jamais faça brincadeiras que possam insinuar depreciação, ironia, desprezo ou mesmo uma ingênua atitude que possa ser interpretada mal e gerar problemas.
20 – Lembre-se que, o mais importante é fazer dessa viagem uma experiência de crescimento pessoal através da cultura, da arte, de lazer. É também oportunidade de crescimento espiritual através da arte de conviver colocando em prática o amor ao próximo em tantas formas começando pela família, pelo grupo e com os povos que lhe recebe. Lembre-se sempre que em todos os momentos podemos viver a fé, o amor concreto ao próximo, testemunhar nossa busca de fazer a vontade de Deus que se manifesta no mandamento novo de Jesus: amai-vos como Eu vos amei. E todo momento, em qualquer circunstância podemos viver essa experiência e marcar nossas ações e atividades com aquela característica de um discípulo de Cristo. Cada manhã e cada noite faça com piedade a oração proposta ou outra de seu agrado. Conserve no coração, como fez Maria, a mãe do Senhor, tudo o que ouvir, ver, sentir, participar e medite sobre tudo isso. Guarde no seu coração toda graça e toda sabedoria que puder vivênciar nesses dias.

Faça dessa sua viagem um momento de crescimento pessoal como ser humano e como discípulo de Cristo. E que possa conservar no coração e na alma toda graça recebida nessa viagem.
O Senhor lhe abençoe e lhe guarde. O Senhor lhe mostre a Sua face e conceda-lhe sua graça. O Senhor volte pra você o seu Rosto e lhe dê lhe dê a Sua Paz. (Números 6, 24-25)

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.