fbpx

Catedral Viagens

Central de atendimento:

(19) 3294-0077

- de seg. à sex. das 9h às 18h e sáb. das 9h às 12h

valor do câmbio (21/11/2019) - Dólar R$4,36 | Euro €4,85

Chinese (Simplified)EnglishFrenchGermanItalianPortugueseSpanish

Papa Francisco preside missa pelo Dia Mundial dos Pobres em 17 de novembro

Notícias › 07/11/2019

A celebração na Basílica de São Pedro será será transmitida ao vivo pela Rádio Vaticano – Vatican News, com comentários em português, a partir das 10h, hora italiana, 6h no horário de Brasília. “O grito dos pobres se torna mais forte a cada dia. E a cada dia é menos ouvido, porque abafado pelo barulho de poucos ricos que são sempre menos e sempre mais ricos”, disse o Papa na homilia da Santa Missa do ano passado.

Andressa Collet – Cidade do Vaticano

O Papa Francisco vai presidir a celebração eucarística pelo III Dia Mundial dos Pobres no dia 17 de novembro, na Basílica de São Pedro, com a participação de milhares deles. A cerimônia será transmitida ao vivo pela Rádio Vaticano – Vatican News, com comentários em português, a partir das 10h, hora italiana, 6h no horário de Brasília.

A força do grito dos pobres
Na homilia da Santa Missa do ano passado, o Pontífice lembrava que “o grito dos pobres se torna mais forte a cada dia. E a cada dia é menos ouvido, porque abafado pelo barulho de poucos ricos que são sempre menos e sempre mais ricos”. Na sequência, o Papa participou de um almoço festivo na Sala Paulo VI com cerca de 1.500 pobres convidados.

Do almoço com os pobres ao Posto de Saúde
Na semana que antecedeu o Dia Mundial dos Pobres, um Posto de Saúde Solidário – com oito ambulatórios – foi instalado na Praça São Pedro para atender pacientes pobres e mais necessitados. Uma visita inesperada do Papa Francisco ao local surpreendeu a todos, inclusive voluntários e médicos, sendo caracterizada como parte da iniciativa “Sextas-feiras das Misericórdia”, iniciada pelo Pontífice no próprio Jubileu.

O Dia Mundial dos Pobres foi instituído pelo Papa com a Carta Apostólica “Misericordia et misera” de 2016, na conclusão do Jubileu Extraordinário da Misericórdia.

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.